Segunda-feira, 24.12.07
Espero que esta te encontre de saúde, na companhia de todos os teus.

Eu cá vou indo, com uma rinite que ora vem, ora vai, mas que ultimamente vem mais do que vai.

Escrevo-te porque acho que chegou a hora de termos uma conversa séria, daquelas de homem para homem.

E tu desculpa, mas desta vez sou eu que vou despejar o saco.

A questão é simples, cansei-me dessa tua imensa auto-estima.

E não arregales os olhos que vais ter que me ouvir até ao fim.

Todos os anos me entras pela casa adentro, como se me fizesses um enorme favor e eu devesse receber-te como um rei.

Partes do princípio que devo sentir-me honrado com a tua presença e ficar atento, venerando e obrigado.

Refastelas-te, transformas-te no centro das atenções, comes-me as vitualhas, despejas-me a carteira, ris alarvemente e piras-te sem cerimónias, deixando-me a casa num caos.

Já alguma vez pensaste que me dava jeito uma ajuda na cozinha? Claro que não, achas-te o maior e nem te ocorre que só dás trabalho.

Ainda por cima, não te basta apareceres, tens que anunciar a tua visita  com  dois meses de antecedência e deixar toda a gente amalucada, num estado febril e alucinado, de música mil vezes repetida e consumo desenfreado.

Diz-me lá tu, o que é que fizeste por mim nestes últimos trinta anos?!

Onde é que está o iate que me prometeste, hum?! As viagens que insinuaste que me proporcionarias? A vida boa que me garantiste??!!

Não, não, não, nem me digas nada, agora chega!

Por favor, NÃO VENHAS!!!

Dá cumprimentos meus ao Rudolfo e, para ti, um abraço deste que te quer bem, mas já não está para te aturar.

Música: Brenda Lee - I saw mommy kissing santa claus

Arquivado em:

antídoto às 01:35 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Domingo, 16.12.07
Perdeu-se algures entre a loja de brinquedos, a boutique e a pastelaria.

É luminoso, acolhedor e transmite uma sensação de pertença e bem-estar.

Muitas vezes confundido com o espírito do Natal e associado a uma religião
, é muito para além disso e convive com todas as crenças.

Desde sempre desejado e maltratado por cada um de nós
, é imediatamente reconhecido pela bondade e fraternidade genuínas.

Responde pelo nome de Humanismo e a sua ausência deixa um vazio difícil de preencher.

Dão-se alvíssaras a quem o encontrar.


Música: Ryuichi Sakamoto - Merry Christmas Mr . Lawrence

Arquivado em: ,

antídoto às 14:56 | link do post | comentar | ver comentários (6)

coisas ditas

Querido Pai Natal

Dão-se alvíssaras

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds