Sábado, 17 de Novembro de 2007
Será que o valor de cada um de nós pode ser mensurável e traduzido em dólares?

Será que coisas como o sucesso financeiro, fumarmos coisas que fazem rir, termos pêlos no corpo, a altura, a falta de cabelo, o tamanho do pénis, o nosso estilo de vida, a inteligência, os gostos, os preconceitos, nos fazem ser melhores ou piores que qualquer outra pessoa?

É um facto que os outros nos medem por tudo isso, é a velha história de o hábito fazer o monge.

Mas  há coisas verdadeiramente valiosas em cada um de nós que raramente são vistas. E é pena.

Seja como for, fiz este teste e descobri que valho precisamente dois milhões quatrocentos e cinquenta e cinco mil quatrocentos e setenta e oito dólares.

E, meus amigos, por este preço vendo-me já!

Por este preço, que digo eu?! Faço até um desconto de 75% e aceito o pagamento em suaves prestações mensais, ao longo de, digamos, dez anos.

Ena, o telefone já toca...

Música: Pink Floyd - Money

Arquivado em:

antídoto às 23:05 | link do post | comentar

27 comentários:
De M.J. a 18 de Novembro de 2007 às 20:45

Pois eu não vou fazer teste nenhum. Não quero ter um valor pecuniário.
Quero ser uma preciosidade de valor incalculável.
(E sim, a modéstia é uma das minhas inúmeras virtudes, como é óbvio).



De antídoto a 18 de Novembro de 2007 às 20:50
Olhe a soberba, menina Marta Joaquina, olhe a soberba...


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds