Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Drop of Poison

veneno avulso com antídoto incorporado

veneno avulso com antídoto incorporado

Little Drop of Poison

13
Set07

Conversas banais

antídoto

- Ando tão confusa, não entendo as pessoas, vê lá tu que, depois de duas conversas banais na net, o gajo disparou que me queria enrabar .

- ahahahah ! E disse-te isso assim, sem mais nem menos?

- A sério, não houve nada antes que sugerisse isso. E parece ser uma pessoa inteligente e equilibrada.

- Se pensares bem ele apenas disse o que todos querem mas não dizem.

- Ok, mas assim?  E tu conheces-me melhor que ninguém, sabes que sou tudo menos pudica , mas fico pasmada, não percebo nem gosto do que vejo à minha volta, já me pergunto se afinal não serei uma retrógrada .

- Ora, deixa-te disso, tens as tuas nuances, como toda a gente, mas és tudo menos retrógrada .

- Ó pá, será que anda tudo doente? Diz-me lá a sério o que pensas das pessoas.

- Sei lá eu o que penso. Achava que conhecia bem o género humano mas já não sei. Cada pessoa é um mundo de experiencias, recalcamentos, traumas, medos, preconceitos, vivências... parece que anda tudo infeliz com a forma como se relaciona, mas são incapazes de mudar o registo. É raro, mas quando penso que conheci alguém diferente, acabo por ser surpreendidos negativamente.  Tu estás a par da minha vidinha toda e sabes o que tem sido.

- Pois... grandes amizades, grandes empatias, mas é o que eu digo, acaba-se o sexo, acaba-se tudo, afinal o prazer da conversa e a amizade parece que nunca existiram.

- Regra geral é assim, tu sabes que não é por mim e tens o nosso exemplo, mas as pessoas desaparecem e pronto.

- Sou uma inadaptada, gostava tanto de ser igual a toda a gente.

- Cala-te, ó parva, gosto de ti por seres quem és, não queiras mudar para pior.

- Podíamos estar horas a tentar perceber as pessoas e ficávamos na mesma.

- Exactamente, aliás nem creio que isso seja possível, já ficava contente se percebesse uma ou duas, mas como nunca ninguém fala claro, só posso tecer conjecturas. Mas tu conheces-me, nem fico decepcionado, nunca espero nada de ninguém.

- Gostava de conseguir atingir essa tua indiferença.

- Não é indiferença, é realismo, estou sempre aberto e à espera de ser surpreendido, mas as atitudes dos outros dão-me sempre razão.

- Às vezes sou muito inocente.

- Às vezes és mas mantém-te assim, é bom conseguir-se acreditar em alguma coisa.

.

Música: Prince - Purple Rain

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D