Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Little Drop of Poison

veneno avulso com antídoto incorporado

veneno avulso com antídoto incorporado

Little Drop of Poison

28
Mar07

O amor é tão bonito... Ou não é?

antídoto
Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado uma óptima posição no ranking das virtudes, o facto é que o amor ainda lidera com folga.
Tudo o que todos querem é amar e ser amados, mesmo que os racionais e/ou desiludidos afirmem o contrário.
Apesar da evolução dos costumes, da emancipação feminina e da cada vez maior liberdade sexual, creio que, consciente ou inconscientemente, aquilo a que todos aspiram é encontrar alguém que faça bater forte o coração, justifique loucuras, nos faça entrar em transe, fazer figuras ridículas, cair de quatro, revirar os olhos, rir à toa, cantarolar o dia inteiro e sentir aquela felicidade transbordante que a paixão nos transmite.
Há milhentas definições do que é a paixão e o amor, poéticas, filosóficas, cientificas e sei lá eu que mais. Mas encontrei um escalonamento que achei interessante e que, na minha opinião, define melhor a actual ambiência social, as diversas personalidades e correspondentes formas de amar, ou seja, a Lógica da Paixão.
Eros - É a paixão romântica dos poetas. Envolve forte atracção física e desejo sexual. Acontece de repente e pode terminar de modo abrupto. O apaixonado não consegue controlar esse sentimento intenso e irracional e, segundo uma pesquisa efectuada o ano passado em Itália, gasta no mínimo 4 horas por dia a pensar no ser amado. Quem experimenta essa sensação inebriante não mede consequências. Só uma coisa importa: ser correspondido. Este é o amor presente em nove de cada dez filmes de Hollywood.
Ágape - Em grego significa altruísmo, generosidade. A dedicação ao outro vem sempre antes do próprio interesse. Quem pratica este estilo de amor entrega-se totalmente à relação e não se importa de abdicar das próprias vontades para conseguir a satisfação do ser amado. Investe constantemente na relação, mesmo sem ser correspondido. Sente-se bem quando o outro demonstra alegria. No Limite é capaz até mesmo de renunciar ao parceiro se acreditar que ele pode ser mais feliz com outra pessoa.
Mania - Quem já experimentou uma ligação amorosa do tipo montanha-russa, um dia nas nuvens e outro no fundo do poço, conhece o estilo Mania. É a paixão obsessiva e ciumenta. O indivíduo acha sempre que não é amado tanto quanto ama. Requer provas de amor inesgotáveis e é capaz de loucuras para chamar a atenção do ser amado. Tem tanto medo do abandono que o parceiro acaba indo embora de verdade. "Mania é o lado escuro de Eros", define a psicóloga Americana Irene Frieze, da Universidade de Pittsburgh.
Ludos - Em Ludos o amor é uma brincadeira que muitas vezes se limita a uma única noite. O desafio da conquista é mais atraente do que a pessoa que se tenta seduzir. O conquistador evita os compromissos. Pode cultivar mais de uma relação ao mesmo tempo. Mesmo quando a ligação é duradoura, ele procura encontros fugazes durante o mesmo período. Se gosta de sexo mas nunca, ou raramente, se apaixona, ou se tem uma paixão nova a cada duas semanas, o seu tipo pode ser Ludos.
Storge - Certos romances começam de uma maneira tão gradual que os parceiros nem sabem dizer quando. Histórias assim enquadram-se no estilo Storge, nome da divindade grega da amizade. A atracção física não é o principal. Nada de noites incandescentes. O que conta é a confiança mútua e os valores partilhados. Os românticos desprezam esse tipo de ligação. Mesmo assim, nas pesquisas, os amantes do tipo storge revelam satisfação com a vida afectiva.
Pragma - Como o próprio nome indica, é o estilo dos pragmáticos, de quem dá prioridade ao lado prático das coisas. O indivíduo avalia todas as possíveis implicações antes de embarcar num romance. Se o namoro aparenta ter futuro, ele investe. Se não, desiste. Cultiva uma lista de pré-requisitos para o parceiro ou parceira ideal e pondera muito, antes de se comprometer. Procura um bom pai ou uma boa mãe para os filhos, leva em conta o conforto material e está sempre cheio de perguntas. O que será que a minha família vai achar? Se eu me casar, como estarei daqui a cinco anos?

Cá para mim Ludos e Pragma estão a ganhar a corrida, verdade?

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D