Segunda-feira, 12 de Março de 2007
Cada vez que ponho uma máscara para esconder a minha realidade, fingindo ser o que não sou, faço-o para atrair o outro e logo descubro que só atraio outros mascarados.
Distancio-me dos outros devido a um estorvo: A máscara.
Faço-o para evitar que os outros vejam as minhas debilidades e descubro que, ao não verem a minha humanidade, os outros não me querem pelo que sou, mas sim pela máscara.
Faço-o para preservar as amizades e descubro que quando perco um amigo por ter sido autêntico ele não era meu amigo, mas sim da máscara.
Faço-o para evitar ofender alguém e ser diplomático e descubro que aquilo que mais ofende as pessoas de quem quero ser íntimo é a máscara.
Faço-o convencido de que é o melhor que posso fazer para ser amado e logo descubro o triste paradoxo, o que mais desejo obter com as minhas máscaras é precisamente o que não consigo com elas.
Autoria: Gotas de Crystal
Elliott Smith - Alameda


antídoto às 22:19 | link do post | comentar

14 comentários:
De antídoto a 13 de Abril de 2007 às 18:11
Oiçam-na, ela falou bem.


De Flor a 13 de Abril de 2007 às 13:13
Memso quando nos tiram a máscara, temos sempre mais uma e mais uma... Muitas são o resultado do desconhecimento de nós próprios.


De antídoto a 14 de Março de 2007 às 18:26
kruella - tu tu... : )


De Kruella a 13 de Março de 2007 às 14:23
Eu gosto da máscara. Tem sempre um sorriso doce no rosto...(é como imagino a minha)!
E esta máscara que uso será tirada a cada nova amizade conquistada ;) mas para os outros...que olhem para a máscara...não me importo!Estou a sorrir docemente! :)


De antídoto a 13 de Março de 2007 às 10:22
dr.ª - Cuidado com as letras pequeninas...

div - Deixa as cirurgicas, please.

mize - Isto circulou na net e assim identificado.

tangerina - Maaaaluca! (dito com os olhos muito abertos)

isabel - Não é meu, eu sou bruto : ) Mas postei isto porque concordo que a generalidade das pessoas funciona um pouco assim.

curiosa - Hoje ficámos munto sérios.

aenima - Meia idade? Queridinha, eu sou imortal até prova em contrário, como o Agostinho da Silva.


De AEnima a 13 de Março de 2007 às 07:19
Mas isto e' crise de meia idade ou que? Ultrapassa... afinal, ja ninguem chega aos 90!


De Curiosa a 13 de Março de 2007 às 02:13
Afinal a canseira não é do post! Mas...
Será dos coments???


De Curiosa a 13 de Março de 2007 às 02:04
Havemos de ir a Veneza para saber o que são máscaras!!! Lol!

Ufff, que canseira de texto!!!
Tenho dito...


De Isabel Neto a 13 de Março de 2007 às 01:33
Cada parágrafo do texto dava, pelo menos, um serão de discussão.
Logo aqui, neste meio virtual, que é, por excelência, "a máscara".
A autoria do texto, máscara também? De outrem? Do Antídoto? Não é importante, para já.É só mais uma constatação.

O que primeiro senti, ao lê-lo, foi: Mas o que é que se está a passar? Não é o "estilo" de escrita habitual (ainda não tinha reparado na assinatura).
A seguir pensei que, num momento de tristeza, de desilusão, seria possível sentir-me assim, baralhada, confusa, incompreendida.
Identifiquei-me com o texto. De certa maneira, não o faremos todos?

Mau mesmo é quando a máscara toma conta de nós....


De Tangerina a 13 de Março de 2007 às 00:48
Falam, falam, mas nem os nomes verdadeiros põem nos blogues. Bah!
Assinado: Paula.


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds