Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

 

Vi-a entrar. Uns vinte anos, alta, loura e a respirar saúde. Na mão uma pasta azul com letras douradas onde se lia “Instituto Politécnico de … - Escola Superior de Educação”.
Chegou ao balcão, estendeu uma nota e, com uma voz quente e sensual, pediu - "Destroque-me pra cigarros faxavor ”.
 
Desde o início do meu percurso escolar até hoje, o país teve 30 ministros da educação, sendo que 27 deles exerceram funções após a revolução, ou seja, nos últimos 35 anos.
Se não me falha nada, tivemos o ensino primário, da primeira à quarta classe, e secundário, do 1º ao sétimo ano dos liceus.
Depois acrescentaram um ano de serviço cívico, posteriormente substituído pelo ano propedêutico.
Após o 25 de Abril, o secundário foi dividido em ciclo preparatório (2 anos) curso geral (3 anos) e curso complementar (2 anos), aparecendo depois o 12º ano.
Agora temos o ensino unificado, do 1º ao 12º anos.
Tudo isto com exames obrigatórios, sem exames obrigatórios, com exames obrigatórios, sem exames obrigatórios, com chumbos por faltas, sem controle de faltas, com quase impossibilidade de chumbos, etc, etc.
Todas estas “reformas do ensino” foram acompanhadas pelas novas teorias educativas do ‘não toquem no meu menino’, que se podem resumir por menos exigência, menos disciplina, menos trabalho, pouca exigência, pouca disciplina, pouco trabalho, nenhuma exigência, nenhuma disciplina, nenhum trabalho, ou seja, nenhuma educação.
 

E onde é que isto nos fez chegar? Ao ponto em que alguém que diz “destroque-me pra cigarros faxavor ” pode vir a ser professor(a) das nossas crianças.

 

 


Arquivado em: ,

antídoto às 16:09 | link do post | comentar

5 comentários:
De Marisa a 29 de Abril de 2009 às 22:06
Another brick off the wall...

Nota: se ela tivesse escrito teria ficado "dextrokeme"


De Cláudia Oliveira a 30 de Abril de 2009 às 09:50
Agora imagina como serão as sms dessas pessoas. Com X? Com K? Eu nem quero imaginar... Bom post!


De The F Word a 2 de Maio de 2009 às 21:26

Mais uma desinfeliz... é o que é...


De pintas a 9 de Maio de 2009 às 00:43
Se colocássemos este assunto ao Ministério da Educação ainda eram capazes de nos reponder:"È uma procupassão ke tanbãe não nos deslarga o pençamento."


De metro madrid a 22 de Dezembro de 2010 às 11:58
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou estudando Português, eu não consigo entender tudo, mas quase! ;)


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds