Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

 

A forma como sentimos a arte depende sempre do nosso estado de espírito no momento.
 
Se estamos fragilizados, apaixonados ou tristes, por exemplo, as emoções que nos assaltam ganham muitas vezes uma dimensão inesperada.

 

Mas o belo é sempre belo e há coisas tão envolventes que me deixam a ofegar.

 

Renato Zero / Momix - I migliori anni della nostra vita

 

Os melhores anos da nossa vida

Penso que cada dia é como uma pescaria milagrosa
E que é bonito pescar suspenso numa macia nuvem rosa
Eu como um cavalheiro
E tu como uma esposa
Enquanto no lado de fora da janela
Se alça em voo levantando a poeira
Uma tempestade
 
Será que nós dois somos de um outro distante planeta?
Mas o mundo daqui parece uma armadilha
Todos querem tudo apenas para depois descobrirem que é nada
Nós não faremos como os outros
Estes são e serão para sempre…
 
Os melhores anos da nossa vida
Os melhores anos da nossa vida
Abraça-me forte porque nenhuma noite é infinita
Os melhores anos da nossa vida
Abraça-me forte porque nenhuma noite é infinita
Os melhores anos da nossa vida
 
Penso que é maravilhoso ficar no escuro abraçado e mudo
Como pugilistas depois de um combate
Como os últimos sobreviventes
Talvez um dia descubramos que não nos perdemos nunca
E que toda aquela tristeza na realidade nunca existiu
 
Os melhores anos da nossa vida
Os melhores anos da nossa vida
Abraça-me forte porque nenhuma noite é infinita
Os melhores anos da nossa vida
Abraça-me forte porque nenhuma noite é infinita

Os melhores anos da nossa vida

 

 

 


Arquivado em: , , ,

antídoto às 22:46 | link do post | comentar

6 comentários:
De Mizé a 14 de Outubro de 2008 às 16:47
lindo..lindo!


(estive a recuperar) e agora 3 questões:
- fragilizado - porquê?
-apaixonado - por quem?
- triste - onde?

:-)


De antídoto a 14 de Outubro de 2008 às 17:35
Dói-me um dente, apaixonado pela vida e triste pela fome no mundo.

Agora até parecia uma miss, néra ?


De M. a 15 de Outubro de 2008 às 13:34
Poema lindo...
E ai de quem diga o contrário! Chateio-o tanto que nem o deixarei dormir!


De antídoto a 15 de Outubro de 2008 às 14:19
Heee... na verdade é um bocadinho pró básico


De Joana Lourenço a 16 de Outubro de 2008 às 20:23
É curiosa essa associação de "apaixonado" com conceitos como "fragilizados" ou "tristes"...

'Desconcordo' completamente, mas admito que as coisas 'sabem' diferente... :)

Um abraço.

JL


De antídoto a 17 de Outubro de 2008 às 00:23
A associação foi tua, apenas enumerei alguns estados de alma que exacerbam as emoções.

Abraço retribuido.


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds