Sábado, 11 de Outubro de 2008

É conhecida a história de dois indivíduos que passeavam, durante a noite, num local desconhecido, quando, de repente, um deles cai no que parecia ser um buraco.

O outro muito aflito - Epá, magoaste-te?

- Não.

- Então porque é que não sobes?

- Ainda estou a cair.

 

Vem isto a propósito dos abismos desta vida e da tendência de muitos de nós para nos lançarmos repetidamente neles.

 

Sabemos que está ali, que sofremos de vertigens, que não queremos cair, mas, em vez de nos afastarmos, passamos a vida a piquenicar mesmo na bordinha e catrapum, lá nos magoamos.

 

Alguns aprendem com as quedas, passam a preferir as grandes planícies, os rios calmos, a sombra acolhedora, outros, muitos,  mantêm o circulo vicioso  que os impede de conquistar a serenidade interior e a felicidade possível, permane- cendo como que hipnotizados pelo olhar da serpente.

 

Abismos e serpentes existem por todo o lado.

 

Evito os primeiros e esfolo as segundas. Quando menos esperam.

 

 


Arquivado em: ,

antídoto às 01:59 | link do post | comentar

10 comentários:
De Maria Moura a 11 de Outubro de 2008 às 21:39
Em excelente forma, sim senhor. Até já tinha saudades desta tua acutilante e sarcástica forma de juntares umas palavritas!


De antídoto a 11 de Outubro de 2008 às 22:20
Olhaméla!

E a senhora anda mais exactamente por onde, hun?


De Maria Moura a 12 de Outubro de 2008 às 00:30
Nem eu sei bem, o GPS avariou e a bússola já não é o que era.


De antídoto a 12 de Outubro de 2008 às 01:06
tsc tsc... uma moça tão prendada...


De Mize a 12 de Outubro de 2008 às 12:01
humm... foste mordido!?
Deixalá, tens o antídoto sempre à mão :-)


De antídoto a 12 de Outubro de 2008 às 15:33
Estamos sempre a ser mordidos, cara linda


De Kruella a 12 de Outubro de 2008 às 22:44
Um abismo implica pela própria definição um lugar de onde não se regressa.

Quedas todos nós damos, na vida. Faz parte do nosso crescimento como pessoas.

Há pessoas que têm quedas maiores que outras mas no entanto mesmo quando se vai de joelho ao chão...o pessoal levanta-se!



De antídoto a 13 de Outubro de 2008 às 10:25
Tu andas muito séria e digna, não andas?


De Kruella a 14 de Outubro de 2008 às 14:12
Ora, ora, estava só a seguir a seriedade do post!!!

AI AIAIA A AIAIA

Não posso introduzir aqui uma cena de Tautau...acho que não ficava bem!

A não ser... que fosse um daqueles tautaus que empurrariam o pessoal que tá à beirinha do abismo já em bicos dos pés e com as unhas dos mesmo ficados na "terra"...aí sim...um tautauzito podia ser que fizesse efeito!

Agora esfolar serpentes...não me meto nisso que pode fazer dói dói


De antídoto a 14 de Outubro de 2008 às 14:57
Esse teu fetiche por tau-taus desperta-me uma enorme curiosidade científica.

Deves andar toda marcada, verdade?


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds