Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007
Fiz aqui uma brincadeirinha em que se diz que no paraíso os amantes são portugueses.
E não é que os comentários femininos foram tudo menos abonatórios? O que não me é estranho, atendendo às reclamações que leio nos blogs e aos desabafos bem humorados das mulheres com quem falo.
Ou seja, há uma enorme quantidade de Marias descontentes com o desempenho do macho português.
Não sei se elas se estavam a referir exclusivamente ao sexo ou se, de uma forma mais abrangente, incluem no pacote tudo o que diz respeito à relação.
Na segunda hipótese até estou inclinado a concordar, acho que, na generalidade, somos bastante insensíveis relativamente às necessidades emocionais do género feminino.
No campo estritamente sexual, e não sabendo nada sobre a forma como os outros homens funcionam, a minha experiência diz-me exactamente o contrário, a maioria das mulheres tem alguma dificuldade em se soltar e confundem duas coisas muito diferentes: fazer sexo e fazer amor.
É realmente difícil encontrar uma mulher que saiba ser fêmea e, notem, não estou a falar de técnica mas de algo que acho que nasce connosco, ou se tem ou não se tem.
Será que os géneros feminino e masculino possuem idiossincrasias específicas que tornam complicada a compatibilidade sexual? Ou será, por outro lado, que são as questões educacionais, sociais e religiosas que nos colocam em campos aparentemente tão opostos?
Para agravar a questão, a maioria das pessoas sente uma enorme dificuldade em assumir o que é na cama, em dizer ao outro o que quer e como quer e, sobretudo, em se declarar decepcionado, o que, se pensarmos que cada um de nós é um mundinho complexo, não ajuda nada a melhorar performances.
Enfim, talvez chegue o dia em que andemos todos munidos de um livro de reclamações sexuais.
Deve ser mais fácil escrever sobre o parceiro que ele é um fracasso nisto e mediano, para o fraco, naquilo.
E depois mandar pelo correio! : )


antídoto às 22:24 | link do post | comentar

13 comentários:
De Flor a 5 de Abril de 2007 às 15:40
Dispenso o livro de reclamações. Qunado não gosto... não frequento mais o estabelecimento. Quanto a fingir orgasmos... Nem pensar! Quando quiser dar esmola a um pobre, dou-a na rua (a um pedinte verdadeiro, bem entendido, que isto de "dar" na rua... Bom, tu percebeste!)


De TNT a 4 de Fevereiro de 2007 às 06:39
Bom... vamos lá ver... primeiro que tudo, sinto-me compelida a dar os parabéns por poder ler este blog ao som do "je t'aime moi non plus..." Quanto ao livro de reclamações: sou um bocadinho suspeita pois no meu blog "casco" forte e feio nos homens portugueses. Na questão do sexo puro e duro creio que ainda há muitas coisas que poderiam aperfeiçoar. Quanto à sensibilidade e compatibilidade, até custa falar. Os homens não percebem nada do que nos faz mover, não têm a menor noção do que nos incentiva ou magoa, do que nos faz sentir desejo ou repulsa. É triste mas é assim. É óbvio que estou a generalizar e que há excepções. Mal de nós se não houvessem. O que me parece é que cada vez há mais homens interessados em perceber que raio de bicho é este: a mulher. O que me alegra e agrada porque acho que os portugueses (povo) são do melhor que há. E temos tudo para ser os melhores. Até na compreensão...


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2007 às 12:05
"Medir sexo por quantidade de orgasmos eh a maior asneira que se pode fazer.
(...)
O pior de tudo é prolongarem-se os estereótipos que as "mulheres sao de vénus e os homens sao de marte". É mentira !" in :
AEnima said...

Nota máxima para este comentário !
Sou female e ... sei que sexo é muito, muito mais, do que performances " orgásmicas " e outros tantos lugares comuns. Sexo é uma arte sublime de comunicação poro a poro ...é o império dos sentidos !


De AEnima a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:25
Retorica ou nao, o meu comentario era a minha opiniao pessoal ah tua pergunta:

"Será que os géneros feminino e masculino possuem idiossincrasias específicas que tornam complicada a compatibilidade sexual? Ou será, por outro lado, que são as questões educacionais, sociais e religiosas que nos colocam em campos aparentemente tão opostos?"


De Mize a 2 de Fevereiro de 2007 às 16:58
Hummm... very interesting o livro das reclamações. O mundo da internet já nos deu provas e há estatísticas, que é muito mais fácil escrever do que falar. venha ele...., mas só enquanto cada um de nós tiver o letreiro à porta: em manutenção!


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2007 às 14:00
Axo q estas pseudo-disfunções sexuais têm muito que ver com:
1º a nossa (macho/fêmea)diferente função biológica e
2º os níveis de tensão sexual que temos (homens) num acto sexual determinado.

São condicionantes que se conseguirmos atenuar poderemos todos "orgasmizar" muito e ao mesmo tempo. Senão, fica o momento, que tb é bom.

Quanto ao facto de para a mulher o acto sexual sem orgasmo poder ser satisfatório admito e concordo. Já no que toca ao homem é mais complicado.


De Stephen King a 2 de Fevereiro de 2007 às 09:55
Tentar o melhor possível e presumir o menos possível.
Aceitar instruções e entender que o impulso sexuado, e a forma como se lida com ele difere por personalidade, e não por género.
Pelo menos é a ideia que tenho :)


De antídoto a 2 de Fevereiro de 2007 às 02:18
aenima - Tive que me reler e te reler, para ver se batia a bota com a perdigota, mas não, eu falei na obra prima do mestre e tu na prima do mestre de obras.
E outra coisa, eu adoro as minhas minhoquinhas, tá bem?!


De AEnima a 2 de Fevereiro de 2007 às 02:09
ola antidoto,

Eu fui uma das que comentei. Eu nao quis dizer que os portugueses eram maus, simplesmente nao foram os melhores. E estava a falar so de sexo, e nao de relacoes... a ter uma relacao com alguem, so tive com portugueses. Visto que desde os 20 que passo mais tempo no estrangeiro que em Portugal, deve dizer algo deles como companheiros, amigos, namorados e tambem amantes, nao?

Outra coisa, agora, nos tempos modermos, os homens parece que meteram na cabeca que uma mulher, sendo capaz de orgasmos multiplos, tem sempre que os ter, 3, 4, 5, 6, sempre, todas as vezes. Se nao os tem, algo diz do desempenho deles. Tanto que so tem prazer se nos tivermos... e aquela historia toda do "mel" e do "amor" e o diabo a quatro, mete-me uma impressao do caracas.

Eu gosto muito mais do acto todo sexual do que do orgasmo no fim. E sexo todos os dias? Yuppii... count me in! Orgasmos todos os dias? hum... ha dias que nao ha, pronto, acontece! Mas todo o acto nao fica invalidado por nao ter orgasmo. Mas se lhe disser... "adorei, foi optimo"... e ele "oh, nem te vieste"... fica logo ali uma nuvem a pairar na cabeca dele. De duvidas, sobre ele, sobre a sua performance, sobre a sua auto-estima. E isso nunca ajuda em nada... quanto mais confiantes as pessoas, melhor desempenho tem no futuro.

Medir sexo por quantidade de orgasmos eh a maior asneira que se pode fazer. Nao ha medicoes neste tema, nao ha avaliacoes. E tens razao quando dizes que muitas mulheres confundem sexo com amor. Alguns homens tambem.

O pior de tudo eh prolongarem-se os estereotipos que as "mulheres sao de venus e os homens sao de marte". Eh mentira. Em geral, os homens com que estive me dizem que penso mais racionalmente que um "homem"... e em geral eu acho-os mais sentimentais que as "mulheres". Eu sei que sou feminina e sensual, sou taurina pura... mas tenho 2 neuronios e distingo bem o trabalho do prazer, so isso.

Beijinhos pa ti... e deixa-te de minhoquinhas na cabeca. Quando um homem se sente bem na cama, com ele proprio, sem complexos, nem regras, nem a seguir o "modelo da boa-foda", mas o que o instinto lhe diz para ter e dar e prolongar prazer, eh o melhor amante que nos podemos desejar!


De antídoto a 2 de Fevereiro de 2007 às 00:20
d'as dores - ias escrevinhar febrilmente, verdade? : )

marta - Tu desculpa, mocinha, mas são as mulheres como tu (e são tantas) que dão cabo da vida... às mulheres. E depois choram...

div - Isto não é uma guerra de géneros, homens e mulheres têm razões e culpas...


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds