Quarta-feira, 6 de Junho de 2007
Aprendemos na escola que aquilo que somos resulta da influência de dois factores essenciais, o genético e o meio em que nascemos e fomos criados. Parece-me que este conceito continua absolutamente válido.
Porém, com a sequenciação do genoma humano iniciou-se uma fase absolutamente decisiva no que concerne ao conhecimento do ser humano, já que parece que todas as emoções são também reguladas pelo ADN.
Os factores genéticos parecem contribuir para todas as doenças humanas, conferindo susceptibilidade ou resistência e afectando a progressão das mesmas.
Mas o que me fascina é a implicação desta descodificação na explicação dos comportamentos humanos.
Um exemplo paradigmático é a questão da monogamia.
Multiplicam-se os estudos científicos que afirmam que na natureza a monogamia é muito rara e que a nossa espécie não está incluída nas pouquíssimas excepções.
A revista britânica “Nature” publicou um estudo que afirma que alterando-se um único gene pode-se regular o comportamento notoriamente promíscuo de uma espécie de roedores, tornando-os companheiros fiéis e monogâmicos.

É pá, mas isto vem dar tiros de canhão num dos princípios básicos das sociedades ditas desenvolvidas.
Ai qu’a bom, bem me parecia que eu é que tinha razão, que a monogamia é um comportamento social completamente contra-natura.
Mas então de onde virão estas picadas na alma?
Será da crescente insatisfação emocional que me provocam as relações superficiais?
Esperem, eu falei em alma? Mas não está já aceite que até as emoções resultam da nossa sopa genética?
Bem, ‘ganda’ confusão.
Por mim está decidido, mais importante que a manipulação genética é uma companheira que me faça sentir saciado em todos os aspectos.
E vocês desembrulhem-se.
[Error: Irreparable invalid markup ('<a =>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<div align="justify">Aprendemos na escola que aquilo que somos resulta da influência de dois factores essenciais, o genético e o meio em que nascemos e fomos criados. Parece-me que este conceito continua absolutamente válido.<br />Porém, com a sequenciação do genoma humano iniciou-se uma fase absolutamente decisiva no que concerne ao conhecimento do ser humano, já que parece que todas as emoções são também reguladas pelo ADN.<br />Os factores genéticos parecem contribuir para todas as doenças humanas, conferindo susceptibilidade ou resistência e afectando a progressão das mesmas.<br />Mas o que me fascina é a implicação desta descodificação na explicação dos comportamentos humanos.<br />Um exemplo paradigmático é a questão da monogamia.<br />Multiplicam-se os estudos científicos que afirmam que na natureza a monogamia é muito rara e que a nossa espécie não está incluída nas pouquíssimas excepções.<br />A revista britânica “Nature” publicou um estudo que afirma que alterando-se um único gene pode-se regular o comportamento notoriamente promíscuo de uma espécie de roedores, tornando-os companheiros fiéis e monogâmicos.</div><br /><div align="justify">É pá, mas isto vem dar tiros de canhão num dos princípios básicos das sociedades ditas desenvolvidas.<br />Ai qu’a bom, bem me parecia que eu é que tinha razão, que a monogamia é um comportamento social completamente contra-natura.<br />Mas então de onde virão estas picadas na alma?<br />Será da crescente insatisfação emocional que me provocam as relações superficiais?<br />Esperem, eu falei em alma? Mas não está já aceite que até as emoções resultam da nossa sopa genética?<br />Bem, ‘ganda’ confusão.<br />Por mim está decidido, mais importante que a manipulação genética é uma companheira que me faça sentir saciado em todos os aspectos.<br />E vocês desembrulhem-se. <blockquote></blockquote></div><div align="left"><span style="font-size:78%;"><table cellpadding="0" cellspacing="0"><tr><td><embed src="http://static.esnips.com/images/widgets/flash/esnips_player.swf" pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer” quality=" high="" type="application/x-shockwave-flash" flashvars="theTheme=gold&amp;autoPlay=no&amp;theFile=http://www.esnips.com//nsdoc/fad0face-4081-41b2-b922-47e277260657&amp;theName=Bobby Mc Ferrin - Don't worry be happy&amp;thePlayerURL=http://static.esnips.com/images/widgets/flash/mp3WidgetPlayer.swf" height="30" bgcolor="#000" width="70"></embed></td></tr><tr><td align="left"><a = style="color:#FFFFFF”<br />valign" href="http://www.esnips.com/doc/fad0face-4081-41b2-b922-47e277260657/Bobby-Mc-Ferrin---Dont-worry-be- happy/?widget=flash_player_esnips_gold">Bobby Mc Ferrin - Don’t worry be happy </a></td></tr></table></span></div>


antídoto às 15:19 | link do post | comentar

10 comentários:
De Mize a 9 de Junho de 2007 às 15:21
sim disse. mas não faço questão de ser com as mãos ;-)


De teresalex a 8 de Junho de 2007 às 13:57
Tu que tens a "presunção de poder tudo", também podes ter uma máxima igual à minha, ou melhor ainda ;-)


De antídoto a 8 de Junho de 2007 às 12:12
Tsel - Desembrulharei

Teresa - A tua máxima é o máximo.

Maria - Viva.

Mizé - Disseste manipulada?

Isabel - Tens uma pessoa que te é geneticamente destinada? Espectáculo!

Fausta - Não entendes mesmo os homens...


De Fausta Paixão a 8 de Junho de 2007 às 09:32
eu acho que os homens têm alma, sim senhor!!!
e é lá que tudo está.

... mas a alma é aquele apêndice externo que, bem manipulado, é "saciado em todos os aspectos"...

... de pois de "desembrulhado", claro!


De Isabel Neto a 7 de Junho de 2007 às 21:44
Pedir muito para obter alguma coisa...
Não pedir tudo, contentando-se com o que se vai obtendo...
Nada pedir e aguardar apenas... o que a vida nos for trazendo...
Nunca ficar satisfeito com o que se obtém, procurado ou apenas encontrado...
Mexer-se ou ficar quieto..
ser ou não ser...
Genes? Onde? Como? Ah! A pessoa que me está geneticamente destinada é provável que esteja a dois passos ou a milhares de kms de distência. Ou que ainda nem sequer tenha nascido!
Entretanto oiço Bobby Mcferrin!

Já tenho saudades de rir a ler um post teu!


De Mize a 7 de Junho de 2007 às 17:58
"Isso" existe?!! Se sim, quero ser manipulada, já! :-)


De Maria Desejo a 7 de Junho de 2007 às 17:32
Ora aí está!
Uma companheira, para todos os momentos!
Viva!


De teresalex a 6 de Junho de 2007 às 21:16
Aqui temos mais um post que "dá pano para mangas". Mas, é véspera de feriado, a minha sopa genética adverte-me que está muito calor e..."Don't Worry be happy" ;-)

PS: Esta é uma das músicas de que mais gosto e tem tudo a ver com a minha máxima - "CARPE DIEM".
Fica bem!


De tsel a 6 de Junho de 2007 às 16:51
E tu tb q tens andado muito embrulhado ultimamente.

ah outra coisa, qd recebes msgs vê lá se as desembrulhas, rs


De Escola de Yoga a 13 de Novembro de 2007 às 00:52
Olá a todos!

Visite o site: www.yogamadora.com

Abraços



Comentar post