Sábado, 16 de Dezembro de 2006
Há dias que andava a ansiar pelo Sábado.
Tem sido um mês do carulho (sim, eu disse carulho). Pressão, exigência, stress, fins-de-semana a trabalhar, de maneiras que planeei um Sábado só para mim, o que chamo “dia da pantufa”.
E o que é o “dia da pantufa”, perguntarão vocês.
Eu explico, é o dia do não ver ninguém, em que se planeia não sair de casa e se estica o chá e torradas por uma carrada de horas.
E o que tem isso de mais, perguntam, de novo, vocês, já a olhar para mim com aquela cara de “este gajo é esquisito”.
Tem que de vez em quanto preciso de recarregar as baterias e estes dias dão-me:
- Relax absoluto;
- Nenhuma obrigação;
- Nenhum horário;
- Dormir até querer;
- Comer quando se tem fome;
- Um banho demorado;
- Ficar espojado no sofá;
- Bons filmes, bons livros, boa música;
Enfim, cantar, dançar, gemer, gritar, sem que ninguém me interne.
Acontece que tenho ‘amigos’ que se preocupam comigo porque “o gajo está sozinho, coitado, temos que lhe dar apoio, mostrar-lhe que a vida é bela, convidá-lo para sair, fazer-lhe companhia, arranjar-lhe casamento…"
E fazê-los acreditar que me sinto óptimo? Nunca na vida, não pode ser, impossível, pois então o o gajo não está sozinho?!
O primeiro telefonema foi às 10, acordei atarantado, confundi o toque com o do despertador, apalpei a mobília toda à procura do dito, antes de perceber que era Sábado e o telemóvel estava aos berros.
Era o Carlos…
- Pá, estás acordado?
- Não, é impressão tua, estou a sonhar por isso diz lá depressa o que queres.
- Levanta-te, vamos almoçar a Coruche, tenho lá umas amigas porreiras e pode ser que a coisa se dê.
- Se dê? - pergunto eu, ainda idiota de sono.
- Lá estás tu armado em triste, até parece que não gostas de gajas, levanta esse cu da cama, estamos aí daqui a meia hora.
- Não dá, pá, tenho outros planos, vão vocês. E Carlos…
- Sim?
- Se me voltas a ligar às 10 horas d’um Sábado estás lixado comigo.
Desliguei perguntando-me porque raio só tenho amigos de ‘tremoço’ e voltei a dormir.
Bem, não vos quero enfastiar, o telefone tiniu sem parar e tocaram-me à campainha 6 vezes, durante o dia.
DA-SEEEE, como é difícil estar-se sozinho!!!


antídoto às 23:16 | link do post | comentar

9 comentários:
De Maria Alfacinha a 30 de Janeiro de 2007 às 12:15
Será que os amigos(as) são todos iguais ? Os meus/minhas também acham que "tadinha, ali sozinha em casa, devia sair mais...".
Adoro os meus "dias de pantufa" e não, não é sinal que estou deprimida, ou doente, ou com tendências anti-sociais.
Haja alguém que me entenda !!! :-)


De Div_issima a 20 de Dezembro de 2006 às 15:28
Desliga os telemóveis e anuncia ao povo, uns dias antes, que vais pasar o fds fora...
Se isso não resultar, inscreve-te na necrologia do diário local...

Daaaa-se, aborrecidos!!!

(é o preço da fama, amor!!!)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2006 às 14:27
sabadar e domingar. Verbos que uso com frequência :))

caié


De antídoto a 19 de Dezembro de 2006 às 18:18
anónima - Estiquei para o Domingo. E desanónima-te, mulher, ficas mais confortável.

ailéh - Desejo concedido.


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2006 às 17:30
Olha uma coisita se na te importas unes ali o meu sonho eu na gosto dele separado quero.o duplice sonhoasul
sonho a sul Ou de sonhoazul
tás a ver?
gratias


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2006 às 17:26
tsss ... com que então dia da pantufa... tens com cada coisa.. estranho tu ..............:-))))


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2006 às 16:51
Olá,

É a minha 1ª vez aqui e gostei do teu "humor". Fiquei curiosa como ultimo post. Conseguiste fazer o que querias? espraiar em casa?? Eu adoro tb é bommm demais


De antídoto a 17 de Dezembro de 2006 às 00:59
Ai ka bom, o meu primeiro comentário. SCHUAAK!! : ))


De DIV de divertida a 17 de Dezembro de 2006 às 00:45
e qual é mesmo o problema de se ficar de sexta ao final do trabalho a segunda feira de manhã fechado em casa a fazer o que dá na real gana?!
realmente há pessoas que não sabem o que é booooooommmmm!!! isto não quer dizxer obrigatoriamente stress ou neura, nem mesmo solidão.


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds