14 comentários:
De tsel a 30 de Janeiro de 2007 às 11:34
Não colocas a hipótese de ter sido UMA filha da puta zangadinha?? :))

Na volta foi a mulher do gerente, tua vizinha, rs, o negócio vai mal, esvaziamos o pneu ao vizinho depois não levamos nada, ele acha-nos simpáticos pá próxima tá cá caido :))

Xi o que eu divaguei, toma lá um beijo


De [:sara:] a 29 de Janeiro de 2007 às 10:56
Pergunta ao sr padre de Castelo de Vide. Se ele sabe quem vai votar sim para depois fazer a excomunhão, de certeza que sabe essa coisa tão banal de quem te esvaziou o pneu.


De Maria D'as Dores a 28 de Janeiro de 2007 às 23:46
Foi o gerente, pá! Está-se mesmo a ver, caramba! Queria que conhecesses a loja! (hehehe)


De antídoto a 28 de Janeiro de 2007 às 21:17
diva - Eu fugia, mas para onde? A menina esconde-me? : )


De Diva a 28 de Janeiro de 2007 às 21:06
Antídoto,
pelos vistos, alguém lhe rogou um espírito piroso.
Quer um conselho?!
Fuja!!

:)))

Plumas para si


De antídoto a 28 de Janeiro de 2007 às 19:27
aenima - Lamento desiludir-te, chuto com o pé que está mais à mão, mas sou dextro.
E moro numa cidade pequena, essa técnica de despejar pneus para assaltar não chegou cá.


De Maria a 28 de Janeiro de 2007 às 17:51
Boas!
Mas que mistério?!?!?!... Foi o maldito bitoque… hehehe!!!
Fikem sempre bem, cumprimentos e larguras :)


De AEnima a 28 de Janeiro de 2007 às 02:20
essa de esvaziar o pneu eu sei pq ja ouvi e presenciei muita "historia". Tiveste sorte a coisa nao ter corrido para pior. Beijoca


De AEnima a 28 de Janeiro de 2007 às 02:16
Acertei???? Es mesmo canhoto???


eu depois explico


De antídoto a 27 de Janeiro de 2007 às 16:58
div - Diz-lhe que está contratada, mas só para casos difíceis : )

aenima - És polícia, melher?

mize - mau, mau... : )


Comentar post