Quinta-feira, 21 de Julho de 2011

 

Este assunto já nem vende papel por aí além, mas não deixa de ser caso merecedor de alguns estudos mais aprofundados.

Por isso aqui fica a minha proposta aos especialistas:

a) A forma sensacionalista como a imprensa mundial despeja estes assuntos e o júbilo (invejoso e vingativo?) com que a populaça os devora;

b) O selo de verdade absoluta com que o comum dos mortais timbra tudo o que a imprensa arrota;

c) O facto indesmentível de que é impossível que alguém menos honesto possa ser violado;

d) A beleza poetica dos casamentos abertos que permite assumir sexo com 3 mulheres, como alibí relativamente à suposta violação;

e) O homem em si, que aos 62 anos continua a esfarrapar a torto e a direito e de forma "brutal". Quem sabe se, através dele, não inventam um tratamento definitivo para a disfunção eréctil. {#emotions_dlg.blink}

 



antídoto às 15:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Terça-feira, 19 de Julho de 2011
Tudo aconteceu no dia 28 de Maio de 2009, num fim de tarde fresco e ventoso.
Peguei num livro e dirigi-me à margem do rio, onde à sombra dos salgueiros e embalado pelo chilreio dos pássaros, costumava passar uma hora longe de tudo e de todos.
Estava embrenhado na leitura quando me dei conta do ar pesado e de um silêncio absoluto.
De repente, um cone de luz incidiu sobre mim e imediatamente a seguir vi-me numa sala de paredes prateadas e rodeado de seres estranhos.
Pedi lume, acendi um cigarro e iniciámos uma amena cavaqueira, que durou até hoje.
Agora estou de volta e parece que nada mudou por aqui, continuam as telenovelas, na TV, no social e na política. Crime e acidentes, muitos. Guerras, fomes, dramas e crises, como sempre.
Mas, pronto, não quero exagerar, só tive tempo de passar os olhos pelo CM e isso não quer dizer nada.
Quanto à minha aventura, tenho muito para contar.
Mas não conto, assinei uma declaração de sigilo e não posso partilhar convosco o bom que foi.
Quanto ao resto, fiquem à vontade, aqui fala-se de tudo e brinca-se com tudo, não há tabus.
Venham cá!


antídoto às 15:12 | link do post | comentar | ver comentários (3)

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds