Terça-feira, 27 de Novembro de 2007
Entrou no bar, sentou-se ao balcão e pediu a bebida.
 
Sorveu, deliciado, o primeiro gole, depois rodou no banco e observou o ambiente.
 
Era a primeira vez que ali entrava. Agradou-lhe a decoração e a semi-obscuridade. Simples, acolhedor e agradável.
 
Fechou os olhos por um minuto, deixando-se embalar pela voz quente de Natalie Cole.
 
Quando os abriu, viu-a.
 
Fixou-a fascinado, percebendo que estava a ser incorrecto mas sem conseguir afastar o olhar.
 
O coração batia-lhe acelerado, sentia a boca seca, não percebia o que se passava.
 
Era completamente racional, ria-se do amor à primeira vista e, agora, estava ali a sentir-se invadido por uma atracção irresistível.
 
Aquilo só podia ser o verdadeiro amor…
.
.
 
 
Música: Natalie Cole - Inseparable

Arquivado em:

antídoto às 15:19 | link do post | comentar | ver comentários (15)

Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Gosto de sair de casa mais cedo do que o necessário, acomodar-me numa pastelaria aquecida e gozar, sem pressa, o prazer do primeiro café e do primeiro cigarro do dia.

.

Passo os olhos pelo jornal e vou observando as caras ainda ensonadas. 

.

Percebo na maioria o mau feitio matinal e sorrio com os poucos que acordam cheios de energia e prontos para um dia que, assim, corre sempre melhor.

.

De vez em quando lá me vem um café com batom mas, ao contrário de toda a gente, isso não me incomoda.

.

Olho a impressão que os lábios femininos deixaram na chávena e divago sobre o incrível mapa que é a pele humana e em como todos os lábios são diferentes...

.

.

.

Depois chamo a empregada e troco o café.

.

Música: Suzi Quatro - Lipstick


Arquivado em: ,

antídoto às 13:13 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007
Vocês devem conhecer aquela anedota do génio que só concedia um desejo, não?
 
O pedido foi acabar com o conflito Israelo-árabe e o Génio indignou-se.
 
Que nem pensar, que aquilo não era coisa para Génios, que fizesse outro pedido.
 
Ok, respondeu o beneficiário, então quero entender as mulheres.
 
O Génio engoliu em seco, empalideceu, tossiu e, finalmente, perguntou:
 
- Tens aí um mapa do médio oriente?
 
Meus deuses, como eu gostava que me aparecesse um Génio, mesmo que fosse daqueles que só concedem um desejo.
 
Assim, de repente, lembro-me de tanta coisa para pedir…
 
Que transformasse o Monsenhor Luciano Guerra em mulher, cujo marido lhe enfardasse uns valentes murros na fronha. Mas só de três em três anos (sim, é aquele que diz que isso não justifica um divórcio).
 
Ou que transformasse a Liliana Campos numa marta ou num vison (sim, é aquela que posou nua com peles de animais para a revista MaxMan e afirmou que não podia ser hipócrita, adora peles e os animaizinhos que se f****).
Ok, estou a exagerar ela não disse literalmente f****.
 
Ou…
 
Ou…
 
Ou…
 
Ou que transformasse a minha mulher-a-dias na Liliana Campos… não, esta já era eu a divagar…
 
Ai ai… como era bom vivermos num mundo com Génios…
.
Música: Regina Spektor - Genius Next Door


antídoto às 18:47 | link do post | comentar | ver comentários (7)

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007
Somos todos muito moderninhos, civilizados, politicamente correctos, despreconceituosos e tolerantes.

Abrimos a boquinha e só saem maravilhas, tão bons que nós somos, tão perfeitinhos que até chateia.

Reparem que deixaram de haver putas, pretos e paneleiros e isso só pode significar o quão desenvolvida é a nossa mentalidade, pois tá claro.

Somos genuinamente um povo de brandos costumes, precursores a nível mundial, quiçá até extraterrestre, do conceito de progressismo humanista (desculpem, embargou-se-me a voz).

Ok, quando vem uma crise, seja ela qual for, lá mostramos o nosso verdadeiro eu, mas, caramba, só acontece às vezes e é da crise, ora. Não tem nada a ver com fingimento ou hipocrisia.

Há uns anos atrás, não muitos, um Meritíssimo Juiz de Direito emitiu uma Douta sentença, num caso de violação, em que declarava que se a mocinha não queria ser violada, não devia andar de mini-saia na coutada do macho latino.

Mas prontos, temos que convir que o senhor não é uma besta,  estava apenas a desempenhar o papel de guardião dos bons costumes  que lhe foi destinado por Deus formação moral e técnica. Eles estudam muito.

Agora o Tribunal da Relação, contra todos os pareceres médicos e científicos, declara legal o despedimento de um seropositivo que trabalhava na cozinha de um hotel, porque a saliva, o suor e as lágrimas podem transmitir-nos o HIV quando nos deliciamos com a salada.

Mas prontos, temos que convir que os senhores não são... esperem, eu já disse isto... leiam outra vez mais acima.

De maneiras que eu propunha que nos deixemos de merdas.

As mulheres, faxabor, voltem a deixar crescer o bigode, os homens a unha do dedo mindinho e voltemos todos a vestir-nos de cinzento.

Tenho dito!


Música: Led Zeppelin - No Quarter


antídoto às 19:58 | link do post | comentar | ver comentários (24)

Passar metade da noite com dor de ouvidos e acordar, exausto, para um dia frio, cinzento e chuvoso...  é do caraças, senhores ouvintes.

É que é muito triste um homem não ter ninguém que lhe ature  a  mariquice, tipicamente masculina, quando lhe surge uma qualquer constipaçãozita, pois não é?

Nestes momentos, em que sinto falta de aconchego,  reconsidero sempre a decisão de viver sozinho.

O que vale é que me passa depressa...

Música: Eric Clapton - Love don't love nobody


Arquivado em:

antídoto às 11:22 | link do post | comentar | ver comentários (15)

Sábado, 17 de Novembro de 2007
Será que o valor de cada um de nós pode ser mensurável e traduzido em dólares?

Será que coisas como o sucesso financeiro, fumarmos coisas que fazem rir, termos pêlos no corpo, a altura, a falta de cabelo, o tamanho do pénis, o nosso estilo de vida, a inteligência, os gostos, os preconceitos, nos fazem ser melhores ou piores que qualquer outra pessoa?

É um facto que os outros nos medem por tudo isso, é a velha história de o hábito fazer o monge.

Mas  há coisas verdadeiramente valiosas em cada um de nós que raramente são vistas. E é pena.

Seja como for, fiz este teste e descobri que valho precisamente dois milhões quatrocentos e cinquenta e cinco mil quatrocentos e setenta e oito dólares.

E, meus amigos, por este preço vendo-me já!

Por este preço, que digo eu?! Faço até um desconto de 75% e aceito o pagamento em suaves prestações mensais, ao longo de, digamos, dez anos.

Ena, o telefone já toca...

Música: Pink Floyd - Money

Arquivado em:

antídoto às 23:05 | link do post | comentar | ver comentários (27)

Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007
Recebi por mail este poema incrível de Oswaldo Montenegro, que partilho convosco.





antídoto às 21:04 | link do post | comentar | ver comentários (13)

De vez em quando espreito as estatísticas do blog e fico perplexo com a forma como alguns visitantes vêm cá parar.

 

Será que já há estudos sociológicos sobre o que é procurado nos motores de busca?

 

Enfim, como sou bonzinho (e estou sem assunto) vou procurar auxiliar os que aqui entram à procura de:

 

Casa de putas;

Casa da putas;

Casa das putas;

Putas;

Mulheres putas;

Putas aos saltos;

 

Pede-se à pessoa que procurou putas respondem a tudo o favor de, caso as tenha encontrado, me mandar o contacto das mesmas, para o poder fornecer aos anteriores.

E, já agora, me explique para que servem putas aos saltos, tá?

 

Vídeo de mulher engolindo leite de cavalo.

 

Caro amigo(a), no seu caso o mais que posso fazer é apresentá-lo(a) ao cavalo.

 

Quisitos para conquita amorosa e posisoes de relaçãao sexo.

 

Dou-lhe um quisito que acho fundamental, aprender a escrever. Depois volte cá que lhe ensino as posisoes, ok?

 

Sexo na boca.

 

Sim e então?

 

O que fazer com um homem entre quatro paredes.

 

E tem quanto tempo?

 

Sentindo meu amor se derramando.

 

Literalmente? 

 

Short dick little small.

 

Pela insistência deve ser grave, experimente ler o spam e boa sorte.

 

Como dropa escuros.

 

Diga??!! Alguém me ajuda aqui?

 

Animal que tem mais de 1 coração.


Humm... desses nunca comi, não quer pensar antes em experimentar dropa escuros?

 


E pronto, espero sinceramente ter contribuído para o equilíbrio mental de uma boa parte da humanidade.



antídoto às 20:24 | link do post | comentar | ver comentários (15)

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007
Hoje acordei carente de ósculos e amplexos.
 
Diria mesmo que era muito bem vinda uma fricção das partes musculares do corpo e das articulações, para fins não medicinais.
 
Enfim, coisas do movimento impetuoso dos humores...

Música: Lou Reed - Vicious
 


antídoto às 14:05 | link do post | comentar | ver comentários (16)

Terça-feira, 13 de Novembro de 2007
Não sei que raio tenho eu que todas as minhas amigas, colegas e até as só conhecidas me escolhem para confessor.

Eu devia ter ido para padre, mas sobrava-me um bocadinho assim... heee... vezes 4 ou 5, claro.

E o assunto é sempre homens, esse seres horrendos nascidos com o único intuito de flagelar, sem dó nem piedade, as sensíveis almas femininas.

Hoje foi um pouco diferente, juntaram-se 5 mulheres 5 a partilharem as desgraças.

E quando cometi o erro de opinar que talvez as 'culpas' devessem ser repartidas, Jasus, foi a indignação geral.

Pois que não senhor,  os homens são todos uns insensíveis, cabeças no ar, indiferentes, não reparam em nada, não ajudam em nada, imaturos, manipuladores, infiéis, blá, blá, blá blá.

Estava a ouvi-las e, de repente, fez-se luz, tinha ali o remédio santo para o problema, lembrei-me de um velho provérbio árabe:

"Todas as mulheres são bissexuais, excepto aquelas que ainda o não sabem".

Ora aqui está a solução, se as meninas têm todas as mesmas queixas e são assim tão melhores, só têm que se virar umas para as outras.
Conseguiriam, assim, as relações emocionalmente perfeitas e, no caso de alguma necessidade adicional, hoje em dia há artefactos sexuais perfeitamente convincentes.

Ainda não percebi porque é que fui tão severamente sovado : ))


Música: Ana Carolina - Garganta

Arquivado em:

antídoto às 19:28 | link do post | comentar | ver comentários (31)

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds