Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007
Considero-me um gajo positivo, alegre e bem-humorado.
Mesmo quando a vida me dá enxertos de porrada, não fico a chorar no molhado, nem deprimido.
Não perco tempo a lamentar-me pelas merdas que me acontecem, porque ou há alguma forma de as mudar e vamos a isso, ou então é aguentar e seguir em frente.
Luto todos os dias para obter aquilo que quero, para atingir os objectivos a que me propus, para conseguir viver os meus sonhos, mas desejos, objectivos e sonhos não são o meu sinónimo de felicidade.
Prefiro ver a vida pela óptica do copo meio cheio, em contrapartida ao meio vazio.
E domestiquei-me ao ponto de não me deixar afectar pelas pessoas em geral, as únicas que me podem magoar são aquelas de que gosto muito e essas conto-as pelos dedos de uma mão.
Tenho um dom, o de me fascinar com as coisas simples da vida. Todos os dias encontro motivos para me maravilhar, rir de algo ou de alguém, incluindo eu próprio.
E poderia estar a dizer isto de papo cheio, mas não, falta-me tudo menos o prazer de viver.
Gosto mesmo da vida, essa grande cabra que ultimamente parece que anda sempre com a TPM.
Porém, e repetindo o que escapou da boca de um locutor de rádio há 30 anos atrás, ao relatar um jogo do mundial de hóquei em patins, quando um remate de Portugal bateu no poste, «é do caralho, sôs ouvintes!»
É que ando numa fase que me dá a certeza que se eu tivesse uma chapelaria os homens nasciam sem cabeça.


antídoto às 19:00 | link do post | comentar

6 comentários:
De antídoto a 18 de Janeiro de 2007 às 11:14
AEnima - linko e deslinko com frequência, é um prazer que eu tenho, sei lá...

diva - Sim, sim, adivinhaste, é da idade, mas xa lá, mais uns anitos e atinges o nirvana.

tangerina - Copo partido é coisa mais grave, tens que vir à oficina : )

fausta - bilu bilu pra ti também : )

mize - Chapéu de côco só com guarda-chuva e em Londres. Bora? : )


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2007 às 09:41
Mas tu terias, concerteza, uma belo de um chapéu de coco no alto da cabeça. Acredita que pelo menos mais meia dúzia de cabeças merecem o chapéu e torna a vida mais prazentosa. Acredita....


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2007 às 00:58
ora aqui está um homem que eu estou tentada a compreender. Isto, bem analisado, é um antídoto para qualquer escolhozito no caminho, sim senhor!
Não é justo que a vidinha ande a acinzentar-te a paciência e... prontus... querias mimos? Ok, toma lá festinhas faustosas e juro que não digo mal de ti a ninguém!


De Anónimo a 17 de Janeiro de 2007 às 21:04
...eu parti o copo. Verdade, derramei a água toda :( Agora tramei-me.
Antídoto,o truque que ensinares à diva, passa-mo a mim...Bjos.


De Diva a 17 de Janeiro de 2007 às 20:16
Aenima,
Talvez através de mim, digo eu...


Antídoto,
Juro-lhe que ando a caminhar no seu sentido, "no copo meio cheio", no entanto, e talvez por diferença de idade ou TPM ou seja lá o que for, tenho alguma dificuldade em regenerar-me assim, quase, instantaneamente...
Algum truque que me possa indicar?

Merci

Bissous


De AEnima a 17 de Janeiro de 2007 às 19:51
hummmmm... tenho direito a estar nos teus links e nunca apareceste la na redaccao... como me descobriste? :)

O blog pareceu-me interessante, depois volto para o ler com mais atencao!


Comentar post

coisas ditas

Case Study: DSK

Fui raptado por extra-ter...

3 em 1 - Exemplos do que ...

Música pela paz

Ainda bem que não somos p...

Destroque-me

O que é uma pessoa defici...

Leva-me à minha rua

Inversão de valores

Tarde de mais

e arquivadas

Julho 2011

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds